<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d893739732592497695\x26blogName\x3dpequenos+gestos+de+amor++%E2%99%A5\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daniielafelix.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daniielafelix.blogspot.com/\x26vt\x3d7562340601804580973', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
pequenos gestos de amor ♥

terça-feira, 12 de julho de 2011 ♥
♥ 08:06 ♥ ( 0 comentários )
Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está?
As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre. Podem pôr-se processos e acções de despejo a quem se tem no coração, fazer os maiores escarcéus, entrar nas maiores peixeiradas, mas não se podem despejar de repente. Elas não saem de lá. Estúpidas! É preciso aguentar. Já ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar-se que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar.
É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução.
Não adianta fugir com o rabo à seringa. Muitas vezes nem há seringa. Nem injecção. Nem remédio. Nem conhecimento certo da doença de que se padece. Muitas vezes só existe a agulha.
Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado.
O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar.
Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

p.s : amo este texto, :$



perfil ♥

o sou muito estranha. sou hiperactiva. tenho a mania de ser original e criativa e depois arrependo-me . irrito-me facilmente. não sei cozinhar. adoro filmes de comédia. tenho treze anos. choro facilmente. odeio esperar. não gosto de ir ao cinema. adoro sair com imensa gente. adoro praia. adoro piscina. odeio chuva. adoro os testes de português principalmente quando sai matéria que não foi dada nas aulas. adoro ter as unhas pintadas, mas não sei pintar. adoro relógios. apesar de usar, vejo as horas no telemóvel. não tenho alergias. adoro receber sms e esquecer-me de responder. adoro quando tenho o telemóvel em silêncio e me irrito porque penso que não me mandaram sms e quando vou ao telemóvel tenho imensas sms não lidas. quando era pequena os meus L soavam como W. quando não tenho muito que fazer ponho-me a ouvir as músicas. adoro falar por chamada, mas raramente tenho paciência. pouca gente me compreende. adoro ser simples. adoro ter o meu cabelo com caracóis. gosto de olhos claros. odeio adormecer cedo e acordar cedo . adoro, colares e anéis. mas não uso. nunca andei de avião. adoro telemóveis. o meu actual telemóvel (Huawei) tem 10 dias xD. já fumei. odeio que reparem quando me engano. sou muuuuuuuuuuuuuuuuito ciumenta. estou 10% do dia amuada. amo o facebook e o blog. o hi5 irrita-me. fico nervosa com facilidade. adoro pessoas ignorantes. adoro receber sms bonitas sem contar. odeio quando me vem tudo à cabeça, quando não quero. amo que a minha turma ganhe alguma coisa. nem que seja má reputação (não aconteceu coisas muito diferentes até agora).adoro que tentem fazer de mim o que não sou e depois fodem-se, muahaha. cresci bastante sem perceber.

Entretenimento ♥
♥ Musica




Wishlist ♥
♥ eu quero

- Ser feliz
- Arranjar o tal rapaz perfeito q tanto espero
- O Mundo ser perfeito
- Ténis da Merrel
- Iphone
- Máquina fotográfica novita
- Ganhar o Euro-Milhões
- Fazer com que acabasse as aulas antes das 13h ( ahah -.- )
- Ser maior de idade.
- e nao me lembro +

Favoritos ♥
♥ meus doces

are just venting.
Capítulos da minha vida
My Spinning Blackboard

Arquivos ♥
♥ Bonitas memórias

` Janeiro 2011 ` Fevereiro 2011 ` Março 2011 ` Abril 2011 ` Maio 2011 ` Junho 2011 ` Julho 2011 ` Dezembro 2011 ` Janeiro 2012